O que pensam do Special World

Aqui ficam algumas críticas literárias, feitas por jovens e talentosas leitoras, a quem foi oferecido o livro "Os três superpoderes" da coleção "Special World".

A Lara Alves, aluna do 9.º ano, de 14 anos, da Escola Básica da Venda do Pinheiro, escreveu:
Eu gostei imenso deste livro, acho que me apeguei tanto ao livro como o Bernardo se apegou ao jogo «SW», mas no bom sentido, claro!
Achei surpreendente o quanto um jogo consegue viciar alguém como também «interagir» com o mundo real, um jogo que não pode ser apagado, mesmo se apagar o ficheiro ou até mesmo formatar o computador, o jogo é invencível.
O que mais me surpreendeu foi que a partir de um certo nível a Ana (a personagem principal) conseguiria sentir dor como se estivesse dentro do jogo, é como se fosse real.
Normalmente os videojogos são criados para «fugir» à realidade, mas neste caso é como se tivesses a vivê-lo, como se fosse a realidade.
Fiquei um pouco triste quando acabei o livro e a história não estava completa, ainda não há final feliz. Será que o Bernardo vai recuperar? O jogo será destruído para sempre? Será que tudo irá ficar bem? Ficarei à espera.
Recomendo este livro, acho-o muito interessante e também muito engraçado.

Da Escola Básica e Secundária da Malveira, vieram as críticas da Carolina Costa e da Lara Silva
E aqui fica o momento em que as duas receberam o livro das mãos da professora bibliotecária bibliotecária Dália Santos, uma grande amiga.
Obrigada a todas. Adorei!

Sem comentários: